SIGA

Necessidade, Desejo e Demanda: Como aplicar os conceitos em sua Campanha de Marketing Digital?

Apesar de parecerem palavras semelhantes, você sabe a diferença entre necessidade, desejo e demanda? Pra que elas servem e como este conceito é aplicado na prática?

necessidade-desejo-demanda-marketing

Este artigo tem como base o processo de marketing como definido por Philip Kotler, que é composto por 5 passos:

 

1 – Entender as Necessidades

2 – Elaborar a Estratégia

3 – Programa de Marketing

4 – Construir Relacionamento

5 – Capturar valor

 

Para iniciarmos nosso estudo vamos abordar apenas o primeiro passo do processo de Kotler. Mas, para entender as necessidades, precisamos abordar mais cinco passos:

 

1 – Necessidades, desejos e demandas

2 – Produtos, Serviços e Experiências

3 – Valor e satisfação

4 – Troca e Relacionamentos

5 – Mercados

 

O que é necessidade?

Segundo Kotler, as necessidades são aquelas exigências humanas básicas. Para ilustrarmos nosso processo você pode acompanhar a Pirâmide de Maslow:

Como toda pirâmide, o processo de Maslow se inicia pelos fundamentos, que neste caso são as necessidades fisiológicas. A pirâmide vai até a Realização Pessoal. Para entender o que cada nível da pirâmide significa, você pode acompanhar a imagem acima.

 

O Marketing não inventa necessidades que não existem, elas já existem, o que precisamos é estudar e entender o processo do nosso cliente.

 

No Marketing é comum trabalharmos a persona do nosso cliente e um dos fatores mais importantes é analisar as necessidades para gerar desejo em seu avatar e, consequentemente, aumentar as vendas.

 

O marketing não atua diretamente nas necessidades, mas utiliza dela para criar os objetos de desejos a serem consumidos.

 

Um exemplo disso ainda dentro do primeiro nível da pirâmide de Maslow é a alimentação: você entende que todos nós podemos sentir fome, mas você pode querer gastar menos comprando um lanche rápido bem como pode ir a uma churrascaria. Ambas opções irão acabar satisfazendo a mesma necessidade, mas os dois são produtos completamente diferentes e possuem valores diferentes. Um lanche rápido, por exemplo, pode custar R$7,00, enquanto ir a uma churrascaria pode ser até 10x mais caro. É aqui que entra o nosso terceiro conceito: Demanda.

 

A necessidade será sempre a mesma porém o desejo pode diferenciar, e é nesse ponto que começamos a ver a diferença entre necessidade e desejo.

 

E é a demanda que irá definir se existe mercado para o produto, e isso só funciona se o público alvo tem condições de adquirir o produto que você quer vender. Sendo assim, podemos utilizar todos esses conceitos para criarmos um processo de aplicação, que pode ser resumido da seguinte maneira:

 

Primeiro identificamos a necessidade em aberto dentro de um público alvo. Identificadas as necessidades, criamos um produto que seja um objeto de desejo mas que, ao mesmo tempo, seja possível de se adquirir dentro do grupo definido como seu público alvo, ou seja, um grupo que demande aquele produto.

 

Ficou clara a diferença entre Necessidade, Desejo e Demanda? A aplicação disso é constantemente realizada dentro do Marketing Digital e, se você começar a analisar cases de sucesso, não é difícil perceber quais são os públicos definidos para cada produto e como foi definido o seu valor.

Quer apreender técnicas avançadas de Marketing Digital?

Conheça nosso treinamento de Imersão em Marketing Digital ministrado em Curitiba.

Cadastre o seu e-mail e receba toda semana, o resumo dos conteúdos da Mombu. Vai, é de graça!

WhatsApp Chama no Whats! :)